Arquivo | Português entre nós RSS feed for this section

Treinamos o som ch ;)

26 Nov

180858_a_1

Na procura de coisas engraçadas, hoje encontrei esta música aqui que dá muito jeito para treinarmos a pronúncia em português do /ch/.

chocolatandoEles são os Clã e estão na sala de aulas falando em iguarias de que muita gente gosta: morangos, maçãs, batata frita… e CHOCOLATE: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH! Eis  ChocolatandoCURTAM!!!

Se preferirem mais devagar: http://es.yhs4.search.yahoo.com/yhs/search?hspart=Babylon&hsimp=yhs-004&type=br112dm25af123208&p=chocolatando%20dos%20cl%C3%A3

Se se querem divertir mais, investiguem neste blogue sob CHOCOLATE. Adoooooooooooooooro!!

E que é que diz a wikipédia? Vejam aqui a história do chocolate.

_________________

Fotografia: Luana Fischer Ferreira

No espaço Abalar há atividades para aprendermos mais sobre o nosso corpo.

25 Nov

comoe_imagemblogue

http://www.edu.xunta.es/espazoAbalar/sites/espazoAbalar/files/datos/1381479995/contido/o_corpoud/o_corpo.html

Seus autores: María Montserrat Collazo Trigo, Xosé Francisco Carro Rodríguez, María Pilar Reino Lampón, María Victoria Sánchez Regueiro, María Concepción Álvarez Fe.

Eu vou acrescentar aimplesmente uma coisa: o vídeo dos Clã, “Os embeiçados”. Curtam!

osembeiçados

Desenhos animados online. São vocês que escolhem!

20 Nov

desenhosA net disponibiliza um monte de recursos. Aqui, por exemplo, há desenhos animados de quase tudo.

http://es.video.search.yahoo.com/yhs/search;_ylt=A2KLqIuXDY1Sw1UASZm..Qt.;_ylu=X3oDMTBncGdyMzQ0BHNlYwNzZWFyY2gEdnRpZAM-?p=desenhos+animados+online&ei=utf-8&hsimp=yhs-004&hspart=Babylon

Aqui, um clássico: o Pica-Pau. Curtam! 😉

Bob Esponja, desenhos animados com grande sucesso

20 Nov

BOB1

Nesta ligação aqui têm a abertura do programa que todas as crianças querem ver: Bob Esponja. Ouçam!

http://www.youtube.com/watch?v=8ayyzIwJhRg

Nesta aqui têm outro vídeo em que também está a letra.

http://youtu.be/nbDK0rwXVg8

E agora, vejam o divertido capítulo intitulado Bolhinhas de sabão. Curtam! 😉

V encontro internacional de didática do português. 19 de Outubro em Rianjo

17 Out

V ENCONTRO INTERNACIONAL DE DIDÁTICA DO PORTUGUÊS: Avaliação da competência comunicativa

19 de outubro de 2013, Auditório Municipal, Rianjo

 Mais um ano a DPG organiza o seu encontro anual de didática do português, esta ano com um caráter mais internacional que nunca com presença de responsáveis pelas avaliações dos exames CAPLE e CELPE-Bras. Têm aqui uma ligação para verem o programa completo. Nós vamos assitir à atividade e disponibilizaremo os materiais que os relatores vão partilhar.

http://www.dpgaliza.org/

Cinema em português na rede: Central do Brasil

17 Out

filmept_1

   Há dois dias que uma colega e gande amiga, Carme Saborido (autora do bloque lusopatia) nos falava de que tinha encontrado no youtube um excelente filme, bom para quem der aulas de português. Intitula-se Central do Brasil (1998), e foi dirigido por Walter Salles, que se inspirou em Alice nas Cidades, de Wim Wenders. Vamos partilhar para que possam ver bom cinema em português. Curtam!

http://www.youtube.com/watch?v=NpZgPWTUrlE

SINOPSE

   Dora (Fernanda Montenegro) é uma mulher que trabalha na estação Central do Brasil escrevendo cartas para pessoas analfabetas. Uma de suas clientes, Ana (Soia Lira), aparece com o filho Josué (Vinícius de Oliveira) pedindo que escreva uma carta para o seu marido dizendo que Josué quer visita-lo um dia. Saindo da estação, Ana morre atropelada por um ônibus e Josué, de apenas nove anos e sem ter para onde ir, se vê forçado a morar na estação. Com pena do garoto, Dora decide ajuda-lo e leva-lo até seu pai que mora no sertão nordestino. No meio desta viagem pelo Brasil, eles encontram obstáculos e descobertas enquanto o filme revela como é a vida de pessoas que migram pelo país na tentativa de conseguirem melhor qualidade de vida ou poder reaver seus parentes deixados para trás.

Direções e instruções. Vocabulário útil

20 Mai

    Viajar terras é um desejo que muitas pessoas têm e, por vezes, conseguem realizar. Nós, por enquanto, vamos facê-lo por terras muito próximas e vamos conhecer a cidade de Lisboa, capital de Portugal.

      Na unidade 7 do livro há exercícios que vamos fazer oralmente, mas para comezar precisam de vocabulário. Eis duas sopas de letras que vão ser muito úteis: a primeira oculta oito verbos e a segunda, oito substantivos. São fáceis 😉

http://engalego.es/sopa/verlibro.php?libro=293&dx=0

http://engalego.es/sopa/verlibro.php?libro=295&dx=0

Imaxe

II Cantos na maré para escolares. Amanhã é dia de festa ;)

25 Abr

foto (1)

O IES de Cacheiras reivindica o uso da lingua en ‘Cantos na Maré’

A actividade, pioneira na comunidade, busca difundir idioma, música e cultura galego-lusas.

O compositor de bossa nova Fred Martíns compartiu experiencia co alumnado

C. BOTRÁN

   Os Cantos da Maré para escolares volveron resoar onte no IES de Cacheiras (Teo). E fixéronno por segundo ano consecutivo con moita implicación por parte do alumnado. A iniciativa, que inauguraba na súa orixe a cantante Uxía, directora do festival Cantos na Maré, prestando o mesmo nome da cita musical para a actividade educativa teense, é pioneira nos centros educativos galegos. A actividade extraescolar tenta difundir entre o alumnado do IES a música, a cultura e a lingua galego-portuguesas. Así, e na tentativa de conxugar as posibilidades lúdicas que ofrece a música coa reivindicación formal pola lingua do país, este encontro lusofónico regresaba ao centro de secundaria teense coa presenza e participación do cantor e compositor de bossa nova e samba Fred Martíns. Pola súa banda, o alumnado puxo voz e interpretou poemas de escritores portugueses como Pessoa, Florbela Espanda, Zeca Alonso…

Fonte: http://www.elcorreogallego.es/terras-de-santiago/ecg/ies-cacheiras-reivindica-uso-da-lingua-cantos-na-mare/idEdicion-2013-04-27/idNoticia-803683/

Bom, agora curtam este vídeo:

Boas notícias para a nossa língua (na RTP)

18 Abr

INICIATIVA PAZ ANDREDE

Rádio e Televisão de Portugal

Proposta de lei para aproveitar língua portuguesa admitida no parlamento galego

Lusa18 Abr, 2013, 09:19

O parlamento regional da Galiza admitiu esta semana a discussão e votação uma proposta de lei de iniciativa popular, subscrita por 17.000 pessoas, de aproveitamento do potencial da língua portuguesa naquela região autónoma espanhola.

Esta proposta de lei foi desenvolvida durante o ano de 2012 pela comissão promotora da Iniciativa Legislativa Popular (ILP) “Valentín Paz-Andrade” e reclama “o aproveitamento da língua portuguesa e vínculos com a lusofonia”, pretensão plasmada em três artigos.

Segundo o documento, ao qual a agência Lusa teve hoje acesso, o primeiro desses artigos define que o governo galego “incorporará progressivamente, no prazo de quatro anos, a aprendizagem da língua portuguesa em todos os níveis de ensino regrado” e que o domínio do português “terá especial reconhecimento para o acesso à função pública e concursos de méritos”.

No segundo artigo estabelece-se que o relacionamento “a todos os níveis” com os países de língua oficial portuguesa “constituirá um objetivo estratégico” do governo galego, nomeadamente fomentando a participação das instituições regionais em fóruns lusófonos económicos, culturais, ambientais e desportivos, bem como a organização na Galiza de eventos “com presença de entidades e pessoas de territórios que tenham o português como língua oficial”.

Define, ainda, no terceiro artigo, que o governo regional “tomará quantas medidas forem necessárias para lograr a receção aberta em território galego das televisões e rádios portuguesas mediante Televisão Digital Terrestre”.

Os autores desta proposta de lei utilizaram a figura jurídica “Iniciativa Legislativa Popular”, com a qual os cidadãos podem levar a debate e votação parlamentar uma proposta de lei, obrigatoriamente subscrita por pelo menos 15.000 cidadãos e mediante assinaturas reconhecidas legalmente.

“Se a maioria dos deputados votar favoravelmente esta tornar-se-á em Lei da Galiza. Reunimos com os quatro grupos parlamentares e confiamos que todos eles votem favoravelmente”, explicou hoje à agência Lusa Joám Evans Pim, membro da comissão promotora da ILP “Valentim Paz-Andrade”, subscrita por 17.000 pessoas.

Depois de validadas as assinaturas, esta proposta, acrescentou Joám Evans Pim, deu entrada formalmente no parlamento galego, para agendamento, esta semana.

Os seus promotores apontam a necessidade de as instituições daquela região autónoma de Espanha valorizarem o galego “como uma língua com utilidade internacional”, tendo em conta que, recordam, o “português nascido na velha Gallaecia” é hoje um idioma de trabalho de vinte organizações internacionais, sendo língua oficial de nove países e do território de Macau, na China.

“É preciso que as nossas empresas e organismos públicos aproveitem a nossa vantagem linguística, um valor que evidencia a importância mundial da Língua e o crescente papel de blocos como a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa”, lê-se na mesma proposta.

A preparação deste documento resultou, explicam os promotores, da atribuição em 2012 do Dia das Letras Galegas ao escritor, jurista e empresário Valentín Paz-Andrade (1898-1987), que dá nome à iniciativa popular. Foi vice-presidente da Comissão Galega do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, possibilitando a participação da Galiza nas reuniões para o acordo ortográfico da língua portuguesa que decorreram no Rio de Janeiro (1986) e em Lisboa (1990).

Ligazóns:

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=644788&tm=4&layout=121&visual=49

https://www.facebook.com/IniciativaPazAndrade?hc_location=stream

 

Querem sopa? Em Portugal fazem muitas e muito boas

18 Abr

Falamos em caldo verde, canja de galinha, sopa de legumes, sopas com pão (típicas alentejanas)…

              

Vamos ouvir o áudio com a leitora do I.C. em Cáceres:

http://podcastdl.canalextremadura.es/2013-01-20–LE-SOPA.mp3

Outra receita muito útil: caldo verde para a gente toda. Uma pra lerem:

http://www.petiscos.com/receita.php?recid=509&catid=14

Outra pra verem:

Os doces de Portugal. Áudio

18 Abr

               

Vamos ficar com fome, mas vamos conhecer a gastronomia portuguesa mais um bocadinho ;=))

http://www.canalextremadura.es/alacarta/radio/audios/los-dulces-en-portugal

E agora vamos aprender a fazer os pastéis de Belém:

E baba de camelo: mmmmmmmmmmmmmmmmm!!!!

Preposições e artigos: contrações

18 Abr

Presentación artigos preposiçoes

Ligação:

http://asnossasaulasdeportugues.blogspot.com.es/2010/10/quadrinho-de-artigos-preposicoes.html

 

 

Gramática portuguesa já

3 Abr

PRONOMES POSSESSIVOS

   As palavras que indicam que uma pessoa, uma coisa ou um animal pertencem à primeira, à segunda ou à terceira pessoa gramatical chamam-se pronomes possessivos:

Já chegou o meu pai.

Vai buscar o meu livro.

O meu gato é bonito.

O teu irmão saiu.

teu fato está sujo.

teu cão ladrou.

Maria escreveu ao seu pai.

Não encontrou o seu anel.

Ela vendeu a sua vaca.

   Os pronomes possessivos, quando se ligam a substantivos, exercem a função de adjectivos:

O ouro é belo pelo seu brilho.

meu cão bulhou com o teu.

As formas dos pronomes possessivos são as seguintes:

UM POSSUIDOR VÁRIOS POSSUIDORES
Um objecto possuído Vários objectos possuídos Um objecto possuído Vários objectos possuídos
1.ª pessoa meu
minha
meus
minhas
nosso
nossa
nossos
nossas
2.ª pessoa teu
tua
teus
tuas
vosso
vossa
vossos
vossas
3.ª pessoa seu
sua
seus
suas
seu
sua
seus
suas

PRONOMES DEMONSTRATIVOS

   As palavras que servem para mostrar ou designar as pessoas, as coisas ou os animais chamam-se pronomes demonstrativos:

Este homem viu esse carneiro tosquiado e aquele que ainda tem a lã.

Isto é uma libélula.

Isso não presta, mas aquilo é bom.

Têm a mesma idade.

Não queira estes pêssegos: escolha os outros.

As formas do pronome demonstrativo são as seguintes:

SINGULAR PLURAL
Masculino Feminino Masculino Feminino Invariável
este
esse
aquele
esta
essa
aquela
estes
esses
aqueles
estas
essas
aquelas

isto

isso

aquilo

   Há mais alguns pronomes demonstrativosformados pela combinação dos pronomes este, esse aquele com o pronome outro: estoutro, essoutro, essoutra, aqueloutro, essoutros, estoutros. Os pronomes demonstrativos,quando se ligam a substantivos, exercem a função de adjectivos:

Este canteiro é mais florido do que aquele.

Esta casa é mais soalheira que essoutra.

Desenvolva a sua competência de expressão oral em português, através dos recursos que o Centro Virtual Camões disponibiliza

3 Abr

header2 r

As nossas turmas de português (1º e 2º de secundário) vão fazer mais prática em expressão oral desde que comecem a aproveitar os recursos do CV Camões.

Vá, é um jogo; é divertido 😉

Recursos
Tem bom ouvido?
Nível Inicial

Tem bom ouvido?

Exercícios para treino de reconhecimento de palavras e números.

en
Reconstruir e sequenciar
Nível Avançado

Reconstruir e sequenciar

Exercícios de compreensão oral a partir de contos de autores portugueses.
en
Em situação
Nível Intermédio

Em situação

Exercícios de compreensão oral a partir de situações práticas do dia-a-dia.
en

17.000 assinaturas polo português na Galiza

26 Mar

 A Comissão Promotora da Iniciativa Legislativa Popular “Paz-Andrade” para promover a língua portuguesa e os vínculos com a Lusofonia entrega hoje no Parlamento 17.000 assinaturas para que a Proposta de Lei continue a sua tramitação

Santiago de Compostela, 8 de março de 2013. Na tarde de hoje, seis meses depois de ser apresentada ante o Parlamento da Galiza, a Comissão Promotora da Proposta de Lei por Iniciativa Legislativa Popular que leva o sobrenome do homenageado do Dia das Letras Galegas do passado ano, Valentim Paz-Andrade, formaliza a entrega das 17.000 assinaturas que asseguram a continuação da sua tramitação parlamentar. A iniciativa procura uma série de medidas que facilitem o acesso dos galegos ao universo de língua portuguesa e um maior relacionamento com a Lusofonia.

Entre as propostas do articulado, figuram a progressiva incorporação do português no ensino, o fomento da participação das instituições e empresas galegas nos foros económicos, culturais e desportivos lusófonos, a recepção aberta das televisões e rádios portuguesas e o reconhecimento desta competência linguística para o aceso à função pública.

Os promotores explicam na exposição de motivos da proposta que ?a nossa língua outorga uma valiosa vantagem competitiva à cidadania galega em todas as vertentes, nomeadamente a económica, desde que disponhamos dos elementos formativos e comunicativos para nos desenvolver com naturalidade no seu modelo internacional?. Alcançado o objetivo de superar a 15.000 assinaturas requeridas, a Comissão Promotora destaca a sensibilidade das galegas e dos galegos para a proximidade ou unidade (em função da perspectiva) da língua falada na Galiza e as restantes falas lusófonas, permitindo a consecução dos apoios necessários.

Apresentada no Parlamento em 16 de maio de 2012, a proposta une-se ao espírito da comemoração de Valentim Paz-Andrade, que, para além ser um dos principais impulsores da moderna indústria pesqueira galega, foi também vice-presidente da Comissão Galega do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que possibilitou a participação da Galiza nas reuniões para o acordo ortográfico da língua portuguesa que decorreram no Rio de Janeiro (1986) e Lisboa (1990). A presença galega nesse acordo ficou registrada no tratado internacional resultante, com uma menção à delegação de observadores da Galiza no primeiro parágrafo e a inclusão das palavras “brêtema” e ?lóstrego? na descrição das normas acordadas.

Em seu artigo “A evolución trans-continental da lingua galaico-portuguesa” de 1968, Paz-Andrade questionava e respondia afirmativamente à pergunta: “O galego ha de seguir mantendo unha liña autónoma na sua evolución como idioma, ou ha de pender a mais estreita similaridade co-a lingua falada, e sobre todo escrita, de Portugal e-o Brasil” Consciente do potencial “transcontinental” da nossa língua não só para a sua consolidação como também para favorecer a potencialidade económica da Galiza, qualificou-a de “una lengua con la cual pueden entenderse millones y millones de personas, aunque lo hablen con distinto acento o escriban de forma diferente cierto número de vocablos” (em Galicia como tarea, 1959). Para a Comissão Promotora da ILP, “esse potencial global é ainda mais evidente e relevante no momento atual, onde a crise económica em que está a Galiza contrasta com o auge de novas potências como o Brasil na América, Angola na África ou a China, com o enclave de Macau, na Ásia”.